sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

O nascimento de um novo tempo - Aonde Deus se ajoelhou parte 2




Aonde Deus se ajoelhou

A origem de todas as crenças


Abrindo a caixa branca da quimérica filosofia religiosa
.......................................................................................



Aonde Deus se ajoelhou –           Quem tem medo do lobo mal?       rdmatheist@ gmail.com

Quem tem medo do lobo mal? Talvez seja essa uma pergunta infantil e simplesmente de uma resposta rápida e fácil. Se lhe fizessem tal pergunta você me daria uma resposta óbvia, e você responderia "_somente as crianças". Somente crianças acreditam em histórias de acontecimentos tão improváveis quanto impossíveis. Sendo de fatos inviáveis de aceitação, as crença improváveis são uma realidade que em qualquer mente racional está fadada ao desaparecimento.
O argumento de supressão dos amigos imaginários para transição do estado infantil paro o adulto é um fato que pode ser experimentado em simples questões.

. O que acontece com a vida social de uma pessoa madura quando há uma persistência da mesma em acreditar em algo como a fadinha do dente?
. Quais figuras infantis podem continuar exercendo presença pessoal em uma mente adulta, sem causar nenhum tipo de pressão social sobre o individuo?

Procurando se afastar de qualquer entidade fantasiosa, como medo de uma repressão de seu grupo social, em uma transição da mente infantil para adolescente, procura sempre julgar as suas experiência de existência com base em um mundo seco aonde a fantasia já não é mais tolerada, sendo assim uma mente que busca fatos óbvios para sustentar sua própria lucidez social, o que podemos definir como capacidade racional e madura, mais o que podemos considerar ser a melhor interpretação para a palavra óbvio?
É óbvio que a soma de um mais um resulta em dois, isso não é definido em nenhum consenso, simplesmente entendemos o funcionamento da soma, em um dia de chuva um javali vê três onças entrando em uma pequena gruta, logo depois ele vê dois saindo, será que ele vai entrar dentro dessa gruta para se abrigar da chuva? Constantes matemáticas podem até servir muito bem para um exemplo do que seja a proposta da palavra óbvio.
Será possível de alguma forma aceitar a existência de um homem usando uma cueca por cima da sua calça, voando acima das nossas cabeças? Até seria possível desde que esse maluco estivesse dentro de um avião, mesmo assim quem o visse usando a cueca o teria como um idiota, porém o mais óbvio dos fatos é que simplesmente não existe nenhum homem voador de cuecas sobre calças voando pelos céus e salvando jovens jornalistas sexis. Estando a existência desse ser patético limitado a cabeça de pessoas sem o mínimo de capacidade racional, mesmo que tivessemos cem por cento da população acreditando em nossos super heroi imaginário, ainda assim esse fato não seria verdade.
O antigo argumento Vox populi Vox Dei, pode sim ser derrubado, serve como exemplo a épica questão do geocentrismo contra o heliocentrismo, o planeta terra deixou de ser o centro do universo,  pois nem a vontade cultural e muito menos a vontade da minoria dominante pode manter alegações extremas sem base em provas concretas. O planeta terra saiu do centro do universo quando a explicação do modelo heliocentrista por Johannes Kepler (Weil der Stadt, 27 de dezembro de 1571 — Ratisbona, 15 de novembro de 1630) colocando o sol no centro do sistema planetário, tornou mais lúcida o conhecimento do cosmo, aonde com o sol era uma grande afronta ao conhecimento geocêntrico do entendimento divino da astronomia, e então Deus se ajoelhou para a astronomia quando o pequeno planeta humano deixou de ser o centro do universo, rompemos as algemas da ciência teológica, agora Vox Dei non Vox scientia(Voz de Deus não é a voz da ciência).